Até que idade deve o seu bebé usar chupeta?

            Esta é uma questão que reúne muita discussão, sendo que para a Sociedade Portuguesa de Pediatria do Neurodesenvolvimento (da Sociedade Portuguesa de Pediatria), não existem dúvidas.

Os pais devem de fazer maiores esforços, para que a utilização da chupeta seja exclusivamente para dormir — a sua utilização ao longo do dia, não deve de ser uma opção. Além de que para a maioria dos especialistas, a chupeta não deve ser dada ao bebé, antes que este tenha já os hábitos de amamentação criados. O que acontece por volta dos 2 meses de idade. É muito importante que o bebé tenha contacto com o mamilo da mãe e se adapte, para que possa gradualmente habituar-se aos movimentos de sucção de um bico artificial.

A idade a partir da qual pode dar a chupeta ao seu bebé não é um tema que tenha consenso. Porém, os tópicos que todos concordam são:

  • Só apenas a amamentação estar completamente estabelecida, é que se deve de oferecer a chupeta ao bebé
  • O seu uso deve de ser regrado com bom-senso e reservá-la apenas aos momentos em que o bebé estiver mais agitado, servindo de tranquilizante ajudando a adormecer ou nos momentos em que está mais aborrecido ou doente
  • Após os 18 meses o seu uso deve restringir-se à hora de dormir.
  • O bebé não deve ser “obrigado” a aceitar a chupeta quando está aborrecido ou a chorar.

Idade limite para uso da chupeta?

Considerando que após os 18 meses o uso da chupeta, deve restringir-se apenas à hora de dormir, o recomendado é a remoção gradual deste hábito. Sendo defendido por várias fontes a sua remoção entre os 2 e os 3 anos. Quanto mais cedo a chupeta for banida, maiores são as possibilidades de autocorreção de possíveis desarmonias nas arcadas dentárias devido ao uso da mesma.

Chupeta até tarde: quais as consequências?

Se a chupeta continuar a ser utilizada depois da idade recomendada, pode provocar uma mudança na posição dos dentes e das arcadas dentárias. Além do problema estético, ocorrem dificuldades como alterações de mordida. A retirada precoce da chupeta é fundamental para evitar inúmeros malefícios, como prejuízos na mastigação, na deglutição e por vezes até mesmo na fala. O uso da chupeta afeta, ainda, a função respiratória, ocasionando, por vezes, respiração bucal com roncos e fadiga, que causam distúrbios de atenção e dificuldades na aprendizagem, segundo especialistas da sociedade portuguesa de Odontopediatria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *