Oclusão / ATM

A Oclusão é a área da Medicina Dentária que se dedica ao diagnóstico, prevenção e tratamento dos problemas relacionados com más oclusões e disfunções relacionadas com a ATM.

Para se obter uma oclusão ideal é necessário que se estabeleça um correto encaixe entre os dentes e a sua relação entre arcadas (arco formado pelo conjunto de dentes e seus respectivos ossos de sustentação de cada maxilar), e ainda um posicionamento dentário que permita a manutenção de todas as funções orais: mastigação, fonética, deglutição e estética.

A má oclusão dentária é o desvio do encaixe correto entre os dentes que pode levar à alteração das funções orais assim como danos graves, e consequentemente, que o paciente tenha problemas na articulação temporo-mandibular (ATM). O alinhamento dos dentes superiores é fundamental para evitar que os lábios e bochechas sejam mordidos, enquanto o alinhamento dos dentes inferiores é necessário para proteger a língua.

No tratamento para má oclusão dentária é indicado o uso de aparelhos dentários, extrações de dentes e em casos mais severos, cirurgias para reposicionamento das estruturas. Quando o problema gera má postura e problemas de coluna, o paciente é reencaminhado para um fisioterapeuta que poderá indicar o tratamento mais indicado para corrigir estas situações.

A ATM é uma articulação flexível que permite o abrir e fechar da boca, assim como permite o movimento durante a fala, a mastigação ou a ingestão. É composta por duas estruturas que ligam a mandíbula (osso independente articulado com o crânio) e o crânio, a ATM esquerda e a direita, situadas em cada lado da cabeça, localizado à frente das orelhas, funcionando em harmonia e em simultâneo. Entre o osso da mandíbula e do crânio existe um disco articular que limita os movimentos e diminui o atrito um no outro, que no caso de uma falta de coordenação na ATM (resultado de problemas no maxilar, articulações maxilares e músculos faciais que controlam esse movimento), o disco articular não cumpre a sua função e, em consequência, desenvolve-se uma disfunção na ATM, conhecida como Disfunção Temporo-Mandibular (DTM).

Oclusão

A causa de distúrbios da Articulação Temporo-Mandibular é desconhecida em muitos casos, mas atualmente são considerados três grupos principais de fatores etiológicos: o anatómico, o neuromuscular e o psicológico que se influenciam uns aos outros e podem agir juntos, pode acontecer também a prevalência de um destes fatores sobre os outros sendo assim denominada de origem multifatorial, no entanto a maior parte dos problemas da ATM é causada pela utilização excessiva dos músculos do maxilar que ao longo do tempo provoca cansaço podendo originar dentes gastos ou sensíveis, tecidos moles traumatizados, dores musculares e dores de cabeça. Devido à sua causa multifatorial, o tratamento poderá ser multidisciplinar, em que por vezes existe necessidade de reencaminhar o paciente para outras especialidades como a psicologia, fisioterapia ou neurologia.

Sintomas comuns de disfunções temporo-mandibulares:

  • dor de ouvido sem infeção
  • dor no maxilar ao trincar, mastigar ou bocejar
  • sons emitidos da articulação ao abrir e fechar a boca
  • dificuldade em abrir e fechar a boca
  • dentes sensíveis (na ausência de problemas nos dentes)
  • sensação de cansaço no rosto
  • Inchaço do lado da face
  • dor e sensibilidade no pescoço, ombros ou ao redor da orelha durante o movimento de abrir ou fechar a boca
  • dores de dentes, dores de cabeça, tonturas, dores de ouvido, problemas de audição e zumbido nos ouvidos.

O tratamento dos problemas da ATM com a Oclusão necessita de uma avaliação clínica e exame físico rigorosos do médico dentista, que pode recomendar uma variedade de tratamentos realizados com anti- inflamatórios, relaxantes musculares, talas orais, recorrendo também à fisioterapia nos músculos do maxilar, massagens ou em casos mais complicados, procedimentos com injeções ou cirurgia.

Sendo o organismo uma estrutura complexa composta por sistemas interligados, que interagindo regulam o funcionamento dos restantes, a correção das disfunções nesta área, melhora significativamente a qualidade de vida do paciente ao permitir um melhor funcionamento do organismo, e a Oclusão é a área dedicada a essa mesma situação.