Análises Clínicas

Apresentamos ao seu dispor, um laboratório de análises clínicas equipado técnica, científica e humanamente de modo a responder às suas necessidades através dos nossos profissionais e excelência de equipamento assim como das nossas instalações atendendo aos mais rigorosos critérios de qualidade dos resultados e de eficiência na sua entrega.

A principal preocupação do laboratório de análises clínicas está relacionada com a qualidade dos resultados dados ao clínico e que dependem de um conjunto de procedimentos de controlo de qualidade postos em prática desde a colheita até à obtenção dos resultados para deste modo assegurar a credibilidade destas análises clínicas.

As análises clínicas são um dos mais importantes meios complementares de diagnóstico colocados à disposição dos médicos, contribuem para o diagnóstico, prognóstico, tratamento, monitorização e prevenção da patologia.

Consistem, fundamentalmente, na recolha de um material biológico retirado do paciente, dependendo do tipo de análise a realizar e da informação que se pretende obter, e que podem ser sangue, urina, fezes, saliva, entre outros a serem analisadas. As amostras dos produtos biológicos recolhidos é muito importante pelo facto de possuírem informações precisas de factores suspeitos de ser a causa de um determinado problema de saúde e cada uma dessas amostras tem uma função.

A Medical Art Center efetua análises clínicas numa vasta gama de valências, entre as principais análises clínicas:

Hematologia que tem como função o estudo do sangue, os seus distúrbios e doenças. Estuda também os seus elementos figurados como os glóbulos vermelhos (hemácias), glóbulos brancos (leucócitos) e plaquetas, além de estudar os órgãos onde são produzidos, como a medula óssea, os gânglios linfáticos e o baço assim como patologias relacionadas, como por exemplo a nível de coagulação.

Bioquímica que consiste principalmente no estudo da química dos processos biológicos que ocorrem nos seres vivos. No âmbito laboratorial, determina a presença ou ausência de algumas substâncias como o colesterol, a glicose, a ureia, ácido úrico, albumina, etc.

Microbiologia em que são estudados os microorganismos como bactérias, fungos, vírus, algas unicelulares, entre outros e a influência destes na saúde.

Imunologia que analisa o sistema imunitário do ser humano e as suas patologias. Em laboratório são efetuados testes que relacionam o sistema imunitário com determinados microorganismos ou substâncias.

Endocrinologia estuda as ordens do sistema endócrino que consiste num conjunto de glândulas (tiróide, por exemplo) que expelem hormonas para a corrente sanguínea e patologias relacionadas como o exemplo da diabetes.

Alergologia visa o diagnóstico e o tratamento das doenças alérgicas que é uma reacção normal do organismo que responde de forma exagerada quando entra em contacto com uma substância proveniente do exterior.

Monitorização de Fármacos permite avaliar a quantidade do componente de uma amostra no sistema sanguíneo para que algumas situações específicas a posologia sejam redefinidas.

Toxicologia Clínica aborda a prevenção e o diagnóstico da intoxicação humana por substâncias químicas presentes no ar, na água, nos alimentos ou empregadas como medicamentos.

Patologia Molecular foca o estudo e o diagnóstico das doenças por meio do exame de moléculas de órgãos, tecidos ou fluidos corporais.

Absorção Atómica é um método quantitativo de análise elementar utilizado para medir determinadas moléculas (metais, por exemplo) no sangue.

HPLC significa cromatografia líquida de elevado desempenho que analisa qualquer substância resultante do processo de metabolismo.

Citometria de Fluxo mede, examina e classifica partículas microscópicas (como por exemplo células, bactérias, microesferas, núcleos, etc.) suspensas em meio líquido em fluxo. Através de um aparelho de detecção óptico-electrónico são possíveis análises de características físicas e/ou químicas de uma simples célula.

Análises Clínicas

Para manter a saúde sob vigilância, o ideal é fazer análises uma vez por ano a não ser que exista algum parâmetro por controlar.

Por norma é necessária uma preparação, no caso das análises sanguíneas, devem ser feitas em jejum. A última refeição deve ser tomada 12 horas antes. No caso de estar a tomar alguma medicação em jejum, fazer apenas depois da colheita, a não ser que a análise se destine à monitorização do medicamento.

Evitar fazer esforços físicos nas 2 horas que antecedem uma colheita de sangue e não fumar durante pelo menos 1 hora antes da colheita tal como evitar o café e as bebidas alcoólicas nas 4 horas que antecedem a colheita, mesmo quando não é necessário estar em jejum.